terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Leandrinho e Shaq


O gigante Shaquille O'neil estreiou em seu novo time, o Suns, ao lado do brasileiro Leandrinho. Tudo bem que ele já tem 36 anos. Ainda assim, possui um carisma muito grande e uma longa lista de recordes e feitos, além de títulos na NBA em todas as equipes que passou (menos no Orlando, é claro, que foi barrado pelo Bulls de Jordan e Pippen). Quem diria hein?

Acredito que em pouco tempo Shaq adquira ritmo de jogo e boa forma. Resta saber se o Suns vai mudar o seu estilo de jogo para que o Shaq se encaixe nele. E se vai valer a pena. De qualquer forma, que é emocionante, para um fã da NBA de longa data, ver o Shaq ao lado de Leandrinho, isto é... Imagino como ele deve estar se sentindo...

Nas três ultimas partidas que o Suns disputou na NBA, onde Shaq jogou, foram duas derrotas e uma vitória. As derrotas, para o Lakers e o Pistons, são até compreensíveis, pois os dois times também são candidatos ao título. A vitória contra o Celtics também não é muito mérito, pois o Celtics esteve irreconhecível em quadra. Vai ser preciso assistir mais alguns jogos para saber se o Phoenix Suns vai se adaptar ao Shaq e vice versa...

Eu torço para que sim. Só não pode levar muito tempo, sob o perigo de o Suns continuar despencando nas tabelas e se distanciar muito da zona dos Play Off's (atualmente o Suns está em 4º em sua Conferência, o que é preocupante).

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

De Niro & 50 Cent



Essa dupla aí acima estampará a capa da revista americana VIBE de março. Ambos já imortalizaram gangsteres no cinema, demonstrando a dureza da alma de homens que não sentem remorso por seus assassinatos e crimes cometidos. Um deles (Robert De Niro) possui 64 anos. O outro (50 Cent), apenas a metade disto, 32. Duas gerações. De Niro, ator consagrado, 2 estatuetas no currículo. 50 Cent, mesmo não sendo uma unanimidade e fazendo muita polêmica, vendeu 31 milhões de discos... É esperar pra conferir de perto...




Mesmo para alguém como eu, que estou longe de ser o maior fã das músicas do 50 Cent, é impossível não ficar curioso. Por outro lado, depois de "Fique Rico ou Morra Tentando", conforme admiti aqui mesmo no blog, passei a respeitar o 50 Cent, independente das trapalhadas...


Righteous Kill (Assassinos Virtuosos) é o nome do filme, que deverá chegar aos cinemas no final deste ano. O veterano Al Pacino, outro que já interpretou um gângster no cinema, estará compondo o elenco também. É esperar pra conferir...


sábado, 16 de fevereiro de 2008

Mano Brown na Vai-Vai



O rapper Mano Brown, do Racionais Mc’s, uma das personalidades mais controveridas e misteriosas do país, desfilou na Vai-Vai, escola de samba da capital de São Paulo, no último carnaval. O carro em que Mano Brown desfilou fazia menção a iniciativas que deram certo, a “bons exemplos”. Além dos amigos de Brown, o senador Eduardo Suplicy (PT) e o maestro Silvio Baccarelli (que possui um projeto social em Heliópolis). Negra Li e as outras integrantes do filme Antonia Leilah Moreno, Quelynah e Cindy, inclusive a diretora Tata Amaral, também desfilaram na Vai-Vai, que foi a grande campeã do carnaval 2008.


A imprensa, ávida por uma foto de Brown que saísse da linha que o rapper mantém como tradição, com a cara fechada e amarrada, além é claro de uma declaração, se frustrou em parte... Mano Brown realmente desfilou batendo palmas e cantando, empolgado com o samba enredo da escola, que contava uma história de um assassinato na periferia (de uma peça de Antonio Ermírio – argh!!!! – pois nem tudo é perfeito...). Já a declaração...


Segundo os grandes veículos de comunicação de massa (Estadão, Folha, Globo, G1, UOL, etc.), Mano Brown terminou o desfile se juntando aos puxadores do samba enredo da Vai-Vai. Atendeu aos fãs com boa vontade tirando fotos e distribuindo autógrafos. Sorriu o tempo todo, menos pros repórteres... No finalzinho, ao sair, se limitou a declarar: “lindo! lindo!...” e “bem louco!...”




Revelado o Mistério sobre a Morte de Pimp C

Após a morte de Pimp C em 4 de dezembro de 2007 (clique aqui e saiba mais...) um comunicado da família de Chad Butler “Pimp C” confirmou a sua morte e pediu aos fãs e a imprensa que evitassem “boatos e insinuações” em respeito a família. Já o CEO da Jive Barry Weiss, presidente da gravadora, afirmou que: “Nós lamentamos a inesperada perda de Chad. Ele será lembrado por seu talento e profunda influência como pioneiro em trazer o rap do sul para a linha de frente. Ele fará falta, e nossas orações continuam com sua família e com Bun B”. A polícia de Los Angeles, por sua vez, declarou que não havia vestígio de drogas e nem de que alguém havia estado com ele, o que, à princípio, descartava as hipóteses de assassinato e overdose. Acreditavam que Pimp C teria tido uma suposta morte natural...

Mas, dois meses após a morte do rapper e depois de muito mistério, as suspeitas se confirmaram: um legista de Los Angeles afirmou, no dia 4 de fevereiro de 2008, que Pimp C realmente morreu acidentalmente de overdose, causada por uma combinação de uma bebida popular entre os rappers do sul chamada Syrup com Apnéia. A Apnéia é um distúrbio do sono que se constitui de paradas na respiração. Já o Syrup, ilegal nos E.U.A., é uma bebida artesanal à base de Prometazina e Codeína, que por sua vez é um medicamento de venda livre.

Outros rappers já tinham sido vítimas do Syrup. Em 2007 foi Big Moe a vítima e em 2000 foi DJ Screw quem sofreu uma parada cardíaca em função de overdose de prometazina e codeína. Bernard Freeman, o Bun B, parceiro de Pimp no grupo de rap de Houston UGK, declarou a emissora de TV americana Fox, em 8 de fevereiro, que não citará o Syrup em suas músicas em seu novo álbum “Il Trill”. O Syrup é recorrente nas letras dos rapper´s do Texas, South Side...