sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Segue foto de uma oficina de hip hop que ministrei no SESI 234 de Valinhos, no último dia 10 de setembro. Em Campinas, mantemos um trabalho de incentivo a leitura, num projeto chamado "Dia de Leitura", com oficinas de hip hop também incluídas. Ontem (11 de setembro) estive no Newton Oppermann, uma escola do Jardim Florence, extrema periferia de Campinas. É um trabalho que desenvolvemos com alguns parceiros, onde procuramos manter a chama acesa, mesmo que voluntariamente e de forma militante. O último governo municipal em Campinas acabou com todos os projetos de oficinas de hip hop que aconteciam com o apoio e infra-estrutura da Secretaria de Educação...
x
De qualquer forma, é válido que continuemos a plantar nossas sementinhas. De repente, num momento futuro, com um "clima" melhor, em sólo fértil, ela germine e dê frutos...
x
Foi assim que tudo começou lá atrás, na década de 90, muito antes do Toninho ganhar a eleição por aqui...
x
Aliás, esta semana, no último dia 10, fizeram 7 anos do assassinato de Toninho. Até hoje não houve uma conclusão convincente por parte da polícia (militar ou federal...). Segue o link do site da campanha para a solução do caso (clique aqui).
x
Saudades...
x
Fico devendo um post em homenagem.

Um comentário:

carlosguitar disse...

Fala professor, e ai tudo bão ?
bem lembrado o caso Toninho, até hoje não existe nada em que se possa acreditar de verdade. Tudo ficou meio que mal resolvido e a impressão que se tem, é a mesma nos casos de PC Farias, do sequestrador do Silvio Santos, Celso Daniel, entre outros que sempre lembram bem a Teoria da Conspiração. Mas nosso espaço é muito importante pra não deixar o tempo sufocar a esperança de justiça nesses casos que assombram o meio político e afligem os cidadãos comuns.
Abraço veião !